Scielo RSS <![CDATA[Arquivos em Odontologia]]> http://revodonto.bvsalud.org/rss.php?pid=1516-093920160003&lang=pt vol. 52 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://revodonto.bvsalud.org/img/en/fbpelogp.gif http://revodonto.bvsalud.org <![CDATA[<b>Acesso ao implante dentário osteointegrado no Sistema Único de Saúde (SUS): descrição do panorama nacional</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Verificar o acesso ao implante dentário osteointegrado no Sistema Único de Saúde (SUS). Métodos: Estudo epidemiológico descritivo realizado a partir de dados secundários do DATASUS relativos à realização no SUS de implantes dentários osteointegrados, por região do Brasil, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2014. Para a análise descritiva dos dados foi realizada a distribuição de frequência em relação ao gênero, raça, faixa etária, local de atendimento e o cálculo dos indicadores - Número de implantes dentários osteointegrados por mil habitantes segundo região brasileira, Número de implantes dentários osteointegrados por mil habitantes no Brasil e Média de implantes por pacientes atendidos com necessidade de implante. Resultados: A região Sul foi responsável pela realização de maior número de implantes dentários no país (81,75%), o número de procedimentos realizados pela região Nordeste representou apenas 0,5% do total realizado no país, as regiões Centro-Oeste e Sudeste juntas realizaram menos de 20% do total. A região Norte ainda não realizou o procedimento. O gênero feminino (63%), a raça branca (49%) e a faixa etária de 20 a 59 anos (67,8%) tiveram maior acesso ao implante dentário osteointegrado no SUS. Os Centros de Especialidades Odontológicas foram responsáveis pela realização de 79,2% dos implantes dentários osteointegrados, e 11,5% foram realizados em hospitais. Em relação à população brasileira, o número de implantes dentários osteointegrados por mil habitantes foi 0,14. Conclusão: O acesso ao implante dentário osteointegrado no SUS representa um grande avanço em relação à integralidade da atenção à Saúde Bucal no Brasil, mas este ainda é incipiente e muito desigual entre as regiões brasileiras.<hr/>Aim: To verify the access to osseointegrated dental implants in the Brazilian Unified Health System (SUS). Methods: This is a descriptive, epidemiological study, conducted by means of secondary data obtained from DATASUS, and is related to the carrying out of osseointegrated dental implants at SUS, defined by region in Brazil, from January 2011 to December 2014. For the descriptive analysis of the data, a frequency distribution was carried out according to gender, race, age group, location of procedure, and calculation of the indicators - number of osseointegrated dental implants per thousand inhabitants per region, number of osseointegrated dental implants per thousand inhabitants in Brazil, and average number of osseointegrated dental implants received by patients who truly needed dental implants. Results: The Southern region of Brazil was responsible for the largest number of dental implants in the country (81.75%); the number of procedures carried out in the Northeastern region of Brazil represented only 0.5% of all implants carried out in the country; the Southeastern and Midwestern regions of the country, together, carried out less than 20% of the total number of implants; while the Northern region has not yet performed any osseointegrated dental implants. Females (63%), whites (49%), and the 20-59 year-old age group (67.8%) had the most access to osseointegrated dental implants at SUS. Dental Specialty Clinics were responsible for 79.2% of the osseointegrated dental implants, while 11.5% were performed in hospitals. As regards the Brazilian population, the number of osseointegrated dental implants per thousand inhabitants was 0.14. Conclusion: Access to osseointegrated dental implants at SUS represents an enormous advance in the integrity of Oral Health Care in Brazil, but it is still in its early stages and is very unequal throughout Brazil. <![CDATA[<b>Influência da dieta líquida infantil na rugosidade do esmalte de dentes bovinos</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar a rugosidade do esmalte de dentes bovinos submetidos ao desafio erosivo por bebidas infantis, no intervalo de tempo de 07, 14 e 21 dias e a influência de dentifrício fluoretado após esses desafios erosivos. Métodos: Foram obtidos 40 espécimes de bloco de esmalte, os quais foram divididos aleatoriamente em 8 grupos de acordo com os tratamentos (n=5): G1 - suco de maçã Ades®; G1F - suco de maçã Ades® + dentifrício; G2 - mel de abelha Yoki®; G2F - mel de abelha Yoki® + dentifrício; G3 - leite fermentado Chamyto®; G3F - leite fermentado Chamyto® + dentifrício; G4 - controle; G4F - controle + dentifrício. Após a análise da rugosidade superficial inicial, os blocos de esmalte foram submetidos ao desafio erosivo. Para os grupos com tratamento com flúor, os espécimes foram imersos em dentifrício fluoretado diluído. Foram realizadas análises da rugosidade superficial após os períodos de 7, 14 e 21 dias. Os dados foram submetidos à análise estatística, empregando-se os testes de Friedman e Wilcoxon com 5% de probabilidade. Resultados: O grupo G2F e G2 apresentaram valores de rugosidade de superfície estatisticamente superiores (p=0,01) após 7 e 21 dias, respectivamente, em relação ao valores iniciais. Os valores de rugosidade de superfície para o grupo G3 (p=0,006) e G3F (p=0,01) foram superiores estatisticamente após 7 dias em relação ao período inicial. Conclusão: Os valores de rugosidade do esmalte aumentaram após o desafio erosivo com mel de abelha e o leite fermentado. O uso do dentifrício fluoretado não promoveu menor incremento de rugosidade.<hr/>Aim: To evaluate surface roughness of tooth enamel when submitted to erosive challenge from beverages after 07, 14 and 21 days as well as the influence of fluoride toothpaste on enamel surface roughness after the erosive challenges. Methods: Forty enamel blocks were made and divided into 8 groups according to treatment (n=5): G1 - apple juice Ades ®; G1F - apple juice Ades ® + fluoride toothpaste; G2 - honey; G2F - honey + fluoride toothpaste; G3 - fermented milk Chamyto ®; G3F - fermented milk Chamyto ® + fluoride toothpaste ; G4 - control; G4F - control + fluoride toothpaste. After initial analysis of surface roughness, specimens were submitted to erosive challenges. In the groups submitted to fluoride treatment, specimens were immersed in diluted fluoride toothpaste. Analysis of surface roughness was conducted after 7, 14 and 21 days. The values of average enamel roughness (Ra) in the experimental groups were submitted to Friedman and Wilcoxon test considering the significance level of 5%. Results: The G2 and G2F group presented statistically higher roughness values (p=0,01) compared to baseline, after 21 and 7 days, respectively. For G3 (p=0,006) and G3F group (p=0,01), roughness values were statistically higher after 7 days compared baseline. Conclusion: Enamel roughness values increased after erosive challenge with honey and fermented milk. Application of fluoride toothpaste did not promote lower roughness values. <![CDATA[<b>Proteção radiológica: conhecimento e métodos dos cirurgiões-dentistas</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar o conhecimento de cirurgiões-dentistas da cidade de Patos-PB acerca da biossegurança em radiologia odontológica e métodos de proteção utilizados. Métodos: Foi utilizada uma abordagem indutiva com procedimento estatístico descritivo e técnica de documentação direta através da pesquisa de campo, utilizando o formulário como instrumento. Participaram do estudo 50 cirurgiões-dentistas que trabalhavam em consultórios particulares com aparelho de raios X intraoral na cidade de Patos-PB. Após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido pelos profissionais, foram aplicados questionários para avaliação do conhecimento dos mesmos sobre biossegurança em radiologia e práticas de proteção utilizadas. Os dados foram tabulados e foi feita análise descritiva das variáveis qualitativas pelas medidas de proporção, frequências e porcentagens. Resultados: Observou-se que todos os profissionais mostraram preocupação em relação à radioproteção e que buscavam realizar os exames radiográficos seguindo os princípios de cada técnica radiográfica a fim de se evitar a repetição das mesmas. Para proteção do paciente, a maioria relatou utilizar avental de chumbo, incluindo protetor de tireóide, além de reduzir o tempo de exposição. Acerca da proteção própria, a maior parte afirmou possuir paredes com revestimento de chumbo. Conclusão: Observouse que a maioria dos profissionais tem conscientização acerca dos aspectos de radioproteção, contudo, alguns cirurgiões-dentistas ainda desconhecem os mesmos e não praticam a biossegurança em radiologia, colocando em risco sua própria saúde e a dos pacientes.<hr/>Aim: To assess the knowledge of dentists in the city of Patos, PB, Brazil, about biosafety in radiology and applied protection methods. Methods: This study involved an inductive approach with a descriptivestatistical procedure and a research technique for direct documentation in the field, using a questionnaire as the main instrument. This study included 50 dentists who work in private practices with intraoral X-ray units in Patos, PB. After the professionals had signed the Free and Informed Consent Form, questionnaires were applied to evaluate the dentists' knowledge about biosafety in radiology and their protection practices. The data were tabulated, and a descriptive analysis was performed regarding the qualitative variables measured by proportion, frequencies, and percentages. Results: It was observed that all of the staff were concerned about their own radioprotection and that they sought to comply with the principles of each radiographic technique in order to avoid repeating radiographs. For patient protection, the majority reported using lead aprons, including a thyroid shield, in addition to reducing exposure time. Regarding their own protection, most facilities have walls with lead casing. Conclusion: It was observed that most professionals are aware of the aspects of radiological protection; however, some are still unfamiliar with these procedures and do not practice biosafety in radiology, putting their own health and that of their patients at risk. <![CDATA[<b>Exodontias no Sistema Único de Saúde em Minas Gerais: uma série temporal de 15 anos</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Avaliar a tendência histórica de extrações dentárias no Estado de Minas Gerais entre os anos de 1998 e 2012. Métodos: Trata-se de um estudo de série temporal de exodontias de dentes permanentes no Estado de Minas Gerais, tendo sido os dados coletados no Sistema de Informações Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde em 2013. Duas taxas de exodontias foram calculadas, ano a ano. A primeira refere-se à razão entre número total de exodontias de dentes permanentes dividida por todos os procedimentos preventivos, restauradores e cirúrgicos da atenção primária. A segunda foi a razão entre o número total de exodontias de dentes permanentes pelo número de habitantes. A análise estatística envolveu a construção de curvas de tendência histórica. Resultados: As duas taxas de exodontias comportaram-se de maneira errática no período avaliado. Houve uma ligeira tendência de aumento na taxa de exodontias por procedimentos da atenção primária e ligeira tendência de redução na taxa de exodontias pela população do Estado de Minas Gerais. Conclusão: As ligeiras tendências de aumento ou redução das taxas de exodontias revelam que as mesmas permaneceram constantes no período avaliado no Estado de Minas Gerais.<hr/>Aim: To evaluate the time-series of permanent tooth extraction in the state of Minas Gerais between the years 1998 and 2012. Methods: This is a timeseries study of permanent tooth extraction in the state of Minas Gerais. Data were collected in the Brazilian National Health Information System in 2013. Two annual rates of tooth extraction were calculated. The first was the ratio of the extractions of permanent teeth in relation to the total number of individual dental procedures in primary care. The second was the ratio of the number of extractions of permanent teeth divided by the total population. The statistical analysis of the time series was performed. Results: The two extractions rates behaved erratically during the study period. There was a slight tendency to increase in tooth extraction rate via primary care procedures and slight downward trend in tooth extraction rate in Minas Gerais state population. Conclusions: The slightly tendency in increase or decrease of the tooth extraction rates reveal that they remained constant in this period in the state of Minas Gerais. <![CDATA[<b>Perfil de cirurgiões-dentistas e demandas de qualificação em UNACON e CACON no estado Rio de Janeiro</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Analisar o perfil dos cirurgiões-dentistas que atuam nos hospitais habilitados em oncologia no âmbito do estado do Rio de Janeiro e identificar demandas de qualificação nessa área. Métodos: Trata-se de estudo exploratório descritivo do tipo survey destinado a gestores e profissionais dos hospitais habilitados em oncologia do estado do Rio de Janeiro. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva. Resultados: Responderam aos formulários 14 gestores e 85 cirurgiões dentistas. Apesar do número de profissionais atuando nas unidades participantes, poucos são os profissionais que prestam o cuidado direto ao paciente oncológico. Os profissionais possuem, comparando com a média nacional, faixa etária mais elevada (47 anos), maior tempo de experiência profissional (24 anos) e de vínculo com a instituição (14 anos). Além disso, a maioria dos profissionais são especialistas (91,8%) e alguns fizeram mestrado (30,6%) e doutorado (3,5%). Apesar dos profissionais atuarem em unidades habilitadas para o cuidado oncológico, somente sete (8,2%) declararam terem feito cursos em oncologia. Diante da estrutura das instituições, a utilização da estratégia de ensino a distância pode otimizar os esforços e superar as dificuldades, porém, é necessário planejamento pedagógico coerente com o perfil dos profissionais. Conclusão: Os dados apontam para a necessidade de ampliação e qualificação da rede de cuidado odontológico aos pacientes oncológicos.<hr/>Aim: To analyze the profile of dentists who work in cancer hospitals in the state of Rio de Janeiro, Brazil, and identify skill requirements in this area. Methods: This is a descriptive-exploratory, surveylike study geared toward managers and professionals in cancer hospitals in the state of Rio de Janeiro. Data analysis was performed using descriptive statistics. Results: Fourteen managers and 85 dentists answered the questionnaire. Despite the adequate number of professionals working in the participating units, few professionals actually provide direct care to cancer patients. Compared to the national average, the professionals are of an older age (47 years), and have a longer professional experience (24 years) and a longer time working at the institution (14 years). In addition, most professionals are experts (91.8%), while some have completed their Masters (30.6%) and Ph.D. (3.5%). Although the professionals work in cancer care units, only seven (8.2%) reported having taken courses in oncology. Given the structure of the institutions, the use of a distance learning strategy could optimize efforts and overcome difficulties; however, pedagogical planning that is consistent with the profile of the professionals is necessary. Conclusion: The data point out the need for the expansion and qualification of the dental care network for cancer patients. <![CDATA[<b>Levantamento de marcas de mordidas humanas em vítimas de violência periciadas no Instituto Médico Legal de Feira de Santana-BA, entre 2007 e 2014</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-09392016000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo: Descrever a prevalência de marcas de mordidas em vítimas de violência periciadas no Instituto Médico Legal de Feira de Santana no período de 2007 até 2014, levando em consideração a análise do perfil sociodemográfico das vítimas, a relação destas com os supostos agressores, bem como fatores inerentes às particularidades da violência, características da mordida e região do corpo atingida. Métodos: Estudo de casuística, de caráter exploratório com base em dados secundários, produzidos a partir das perícias realizadas por peritos odontolegistas registradas em laudos arquivados no Instituto Médico Legal (IML), no período de 2007 à 2014. Resultados: Os resultados apontam um maior índice de vítimas do sexo feminino (78,1%), entre 20-60 anos (53,1%), faiodermas, estudantes (28,6%) e naturais de Feira de Santana (56,2%). A região de cabeça e pescoço (29,2%) e membros superiores (29,2%) tiveram destaque nas agressões e a maioria das vítimas apresentaram mais de uma lesão, apresentando-se clinicamente como escoriações (34,2%) e equimoses (31,6%). Em nenhum dos casos houve tentativa de identificação do agressor pela mordida. Conclusão: Desse modo, conclui-se que a maior parte das vítimas de violência física que apresentaram lesão provocada por mordida humana era do sexo feminino, faioderma e adultos. Os supostos agressores na maioria dos casos tem ou tiverem um vínculo conjugal com a vítima. As marcas de mordidas foram predominantes na região de cabeça e pescoço e membros superiores. Como manifestação clínica destacou-se as escoriações e equimoses.<hr/>Aim: To describe the prevalence of bitemarks in victims of physical violence logged in forensics reports at the Legal Medical Institute (IML) of Feria de Santana, BA, Brazil, between 2007 and 2014, taking into account the analysis of the sociodemographic profile of the victims, their relationships with their aggressors, as well as factors inherent to the particularities of the violence, characteristics of the bite, and the region of the body that was affected. Methods: Exploratory study of the cause, based on secondary data, identified in forensics reports carried out by dental forensics experts, duly recorded in reports at the IML from 2007 to 2014. Results: The results point out a higher index of female victims (78.1%), between 20 and 60 years of age (53.1%), light-skinned black students (28.6%), and natives of the city of Feira de Santana (56.2%). The head and neck region (29.2%) and upper limbs (29.2%) were the most commonly attacked regions, and the majority of victims presented more than one lesion, appearing clinically as excoriations (34.2%) and ecchymosis (31.6%). None of the cases attempted to identify the aggressor through the bitemark. Conclusion: Therefore, it can be concluded that the majority of the victims of physical violence who presented lesions provoked by human bites were female, light-skinned back, adults. The supposed aggressors, in the majority of cases, have or had some form of marital relationship with the victim. Bitemarks were predominantly found in the head and neck region and upper limbs. Excoriations and ecchymosis stood out as the main clinical manifestations.