Scielo RSS <![CDATA[Revista de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial]]> http://revodonto.bvsalud.org/rss.php?pid=1808-521020160003&lang=pt vol. 16 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://revodonto.bvsalud.org/img/en/fbpelogp.gif http://revodonto.bvsalud.org <![CDATA[<b>Porque e como escrever artigos para este periódico?</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Classificação e prevalência das alterações do canal mandibular através de exames de tomografia computadorizada de feixe cônico</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As cirurgias odontológicas que envolvem estruturas adjacentes ao canal mandibular requerem exato conhecimento do curso intraósseo dessa estrutura anatômica e suas variações, reduzindo os riscos de injúrias a esse local. Esta pesquisa teve como objetivo verificar a prevalência e classificação das alterações do canal mandibular por meio da análise de imagens de TCFC. A amostra foi composta por 300 tomografias obtidas no banco de dados da Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas-SP. Dos 300 pacientes pesquisados, 90 apresentaram alterações no canal mandibular, ou seja, nos 39 do gênero masculino e nas 51 do gênero feminino, estes somaram 129 condutos acessórios. Em (66,7%), o direcionamento era para mesial ou anterior (classe B), enquanto em (19,4%), a trajetória era no sentido retromolar (classe D). Por outro lado, as classificações E (sentido lingual) e F (sentido para inferior ou base da mandíbula) foram observadas, respectivamente, em (4,6%) e (9,3%) dos casos. Em nenhum caso, foi notada a presença de canais bífidos classificados como classe A (sentido vestibular) ou C (sentido alveolar ou superior). De acordo com os resultados obtidos nesse estudo, encontrou-se uma prevalência de 30% de canais mandibulares bífidos; o tipo de canal bífido mais prevalente foi classe B para mesial ou anterior, e a maior ocorrência dos canais mandibulares bífidos foi bilateral.<hr/>The dental surgery involving structures adjacent to the mandibular canal, require accurate knowledge of intraosseous course of this anatomical structure and its variations, reducing the risk of injuries to this site. This research aimed to determine the prevalence of mandibular bifidus channels through analysis (CBCT). The sample comprised 300 CT scans obtained in the database of Radiology and Imaging Department of the Faculty São LeopoldoMandic, Campinas- SP. Was drawn a cutting plane accompanying the bone edge of each patient to obtain the cross section. Of the 300 patients surveyed, 188 (62.7%) were female and 112 gender (37.3%) were male. The age range of patients was comprised of 13 to 87 years of age Changes in the mandibular canal were observed in 90 patients representing (30.0%) of the sample, this total met 51 women (56.7%) and 39 men (43.3%). Regarding side affected by the change, it was found the following percentages right sides 32.2%, left 24.5% and bilateral occurrence were found in 43.3% of cases. According to the results obtained in this study, we found a prevalence of 30% of bifid mandibular canals, bifid canal type most prevalent was class B mesial or earlier and the higher incidence of mandibular bifidus canals was bilateral. <![CDATA[<b>Materiais usados em retro-obturações: comparação entre cimento de ionômero de vidro fotopolimerizável e cimento de portland</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi comparar, por meio de um teste in vitro, se ocorre infiltração ou não pelo corante azul de metileno a 0,2% em retro-obturações seladas com cimento ionômero de vidro fotopolimerizável e cimento Portland. Quarenta dentes unirradiculares receberam tratamento endodôntico convencional. As coroas foram removidas com um corte na junção cemento-esmalte, perpendicular ao longo eixo do dente e um corte horizontal de 2 a 3 mm do ápice. As raízes foram revestidas externamente, com duas camadas de esmalte de unha. Foi realizada uma cavidade apical para retro-obturação dos condutos. A amostra foi dividida em 2 grupos: Grupo 1 - isolamento apical com cimento de ionômero de vidro fotopolimerizável e Grupo 2 - isolamento com cimento Portland. Logo após a realização da obturação retrógrada, as amostras foram submetidas à imersão parcial em corante azul de metileno a 0,2% de pH neutro, durante 24 horas. As amostras foram lavadas em água corrente por 12 horas e 10 dias de secagem. Depois, as raízes foram seccionadas longitudinalmente no sentido mésio-distal e observadas por 2 examinadores independentes, com o auxílio de uma lupa com aumento de duas vezes. Foi utilizado o teste estatístico qui-quadrado para verificar as hipóteses. No total de 20 dentes retro-obturados com ionômero, apenas 1 deles foi infiltrado. Entretanto, com relação ao cimento Portland, em 18 dentes, houve infiltração com azul de metileno 0,2%. Nesse teste in vitro, os resultados apontam que o selamento apical com ionômero de vidro é superior ao selamento com cimento Portland.<hr/>The objective of this study was to compare through an in vitro test, if infiltration occurs or not by 0.2% methylene blue dye in retrograde obturations sealed with glass ionomer light-curing cement and Portland cement. Forty single-rooted teeth recieved conventional endodontic treatment. The crowns were removed with a cut at the cementoenamel junction perpendicular to the long axis of the tooth and a horizontal cut 2 to 3 mm from the apex. The roots were externally coated with two layers of nail polish. An apical cavity was performed for retrofilling of the conduits. The sample was divided into 2 groups: Group 1 with apical insulated glass ionomer light-curing cement and Group 2 with insulation with Portland cement. After the completion of the retrograde filling, the samples were subjected to partial immersion of 0.2% methylene blue dye in neutral pH for 24 hours. The samples were washed in running water for 12 hours and then 10 days of drying. After the roots were split lengthwise mesiodistally and observed by two independent examiners with the aid of a magnifying glass with an increase of twice. The chi-square statistical test was used to verify the hypotheses. Of the total of 20 teeth with retrograde obturations using ionomer, only one tooth was infiltrated, since with respect to Portland cement in 18 teeth there was infiltration with 0.2% methylene blue. In this in vitro test, the results suggest that the apical seal with glass ionomer is better than the sealing with Portland cement. <![CDATA[<b>Plantas medicinais x raizeiros: uso na odontologia</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O desenvolvimento da indústria de medicamentos, urbanização, mudanças culturais e sociais, têm contribuído para a perda do conhecimento popular sobre as plantas medicinais. O presente trabalho objetivou identificar as principais plantas medicinais e conhecimentos sobre as formas de uso e toxicidade referidas por raizeiros para doenças bucais. Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa/UPE n° 115/10. Foram aplicados 21 questionários a raizeiros atuantes nos mercados Públicos do Recife. A maioria era do sexo feminino, acima de 50 anos, com baixa escolaridade e tempo de atuação acima de 05 anos. A transmissão familiar foi a forma de aquisição do conhecimento mais referida. Dentre as plantas mais citadas para tratar afecções bucais destaca-se a aroeira, barbatimão, quixaba, romã, caju roxo, tanchagem e juá, todas devido as suas propriedades anti-inflamatórias, exceto o juá que seria clareador dental e o barbatimão por exibir adicionalmente ação cicatrizante. As partes mais recomendadas para uso foram casca, tronco, talo e caule, preparadas sob a forma de chá. A maioria dos entrevistados referiu informar aos compradores das plantas sobre a higienização, especialmente com água corrente, sua toxicidade e contraindicações. Porém, não atribuíram nenhum efeito tóxico ou risco de uso das plantas mais recomendadas. Verifica-se pouca valorização de informações acerca das formas adequadas de preparo das partes, higiene prévia do material e toxicidade das plantas medicinais indicadas para afecções bucais. A indicação e orientação adequada sobre o preparo, higienização, toxicidade e risco de uso das plantas constituíse uma garantia da sua correta utilização e efetividade, minimizando a probabilidade de efeitos adversos ou outros agravos à saúde.<hr/>The drug industry's development, urbanization, cultural and social changes have contributed to the loss of popular knowledge about medicinal plants. The present study aimed to identify the main medicinal plants and knowledge about ways to use and toxicity referred to by herbalists for oral diseases. Approved by the Committee of ethics in research/UPE n° 115/10. 21 questionnaires were applied to herbalists that works in Recife Public markets. Most were female, over 50 years, with low educational level and time of work experience over 05 years. The family transmission was the form of acquisition of knowledge. Among the most cited plant to treat oral diseases the aroeira, barbatimão , quixaba , pomegranate , purple cashew, tanchagem and juá , all due to its anti-inflammatory properties , except juá would whitening dental and barbatimão to display further healing action. The most recommended for use were bark, stem, stalk and stem, prepared in the form of tea. Most of the interviewees mentioned informing of the plants buyers about your hygiene, especially with running water, toxicity and contraindications. However, they did not attributed any toxic effects or risk of use of plants recommended. There is little appreciation of information about appropriate ways in the preparation of the parties, the hygiene material and toxicity of the medicinal plants suitable for oral diseases. The indication and adequate guidance on the preparation, cleaning, toxicity and risk of use of plants constitutes itself a guarantee of their correct use and effectiveness while minimizing the likelihood of adverse effects or other harms to health. <![CDATA[<b>Urgências e emergências médicas em odontologia: avaliação da capacitação e estrutura dos consultórios de cirurgiões-dentistas</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Urgências e emergências médicas (UEMs), mesmo que raras, podem ocorrer na prática profissional de qualquer cirurgião-dentista (CD). Devido ao aumento gradativo do número de indivíduos acometidos sistemicamente, as chances de ocorrerem situações emergenciais durante a prática odontológica crescem substancialmente. O profissional deve estar preparado para todos os episódios que possam vir a acontecer durante sua atuação clínica. O objetivo do estudo foi avaliar o conhecimento científico na intervenção das UEMs e a estrutura dos consultórios de estudantes de pós-graduação para atendimento desta. A amostra foi composta por 95 profissionais; os dados foram coletados mediante um questionário contendo 21 questões. A maioria dos entrevistados não possuía treinamento em suporte básico de vida (56,8%); 52,6% não se julgaram capacitados para diagnosticar uma UEM ocorrendo no seu consultório, e grande porcentagem (72,6%) não se sente apto para intervir; 61% dos entrevistados afirmaram ter vivenciado algum tipo de UEM durante sua prática profissional; destes, 86,2% sentiram-se preparados para intervir quando esta ocorreu, e 84,2% afirmaram não possuir equipamentos e medicamentos para emergência nos consultórios. Portanto, os profissionais não estão adequadamente capacitados e equipados para atuarem, caso ocorra uma UEM em seu consultório.<hr/>Urgency and medical emergency (UMEs), even though rare, can occur in professional practice of any dentist (CD). Due to the gradual increase in the number of individuals affected systemically, the chances of occurrence of emergency situations during dental practice grow substantially. The professional should be prepared for all episodes that may arise during its clinical performance. The aim of the study was to evaluate the scientific knowledge in the intervention of the UMEs and the structure of graduate students to meet the same offices. The sample consisted of 95 professionals; Data were collected through a questionnaire containing 21 questions. Most respondents did not have training in basic life support (56.8%); 52.6% were not deemed qualified to diagnose an UME taking place in his office and large percentage (72.6%) did not feel able to intervene; 61% of respondents said they had experienced some form of UME during their professional practice, of these, 86.2% have felt prepared to intervene when it occurred and 84.2% said they did not have equipment and drugs for emergencies in clinics. Therefore, professionals are not adequately trained and equipped to work in the event of an UME in his office. <![CDATA[<b>Abordagem cirúrgica em paciente portador da disostose cleidocraniana</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A disostose cleidocraniana (DCC) foi descrita e conceituada, pela primeira vez, em 1897, por Marie e Sainton. O padrão de herança é autossômico dominante, porém, em alguns casos, interferências externas no período fetal poderiam causar mutações genéticas, impedindo a transformação de células-tronco mesenquimais em osteoblastos. Essa patologia é caracterizada por malformações cranianas, anormalidades nas clavículas, dentes supranumerários e retenções dentárias. Estudos radiológicos e genéticos são extremamente importantes para o seu diagnóstico preciso. O presente trabalho objetiva apresentar um tratamento cirúrgico dentário em paciente portador dessa patologia.<hr/>The Cleidocranial dysostosis (CCD) was described and conceptualized for the first time in 1897 by Marie and Sainton. The pattern of in heritance is autosomal dominant but, in some cases, externalinterference in the fetal period could cause genetic mutation preventing the transformation of mesenchymal stem cells into osteoblasts. This pathologyis characterized by cranial malformations, abnormalities of the clavicles, supernumerary teeth and dental retentions. Radiologicalstudies are extremelyimportanttoa precise diagnosis. Thisstudy aims to present a dental surgicaltreatment in patientswiththispathology. <![CDATA[<b>Anquilose da articulação têmporo-mandibular em criança: relato de caso clínico</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Anquilose da articulação temporo mandibular (ATM) pode ser definida como a fusão das superfícies articulares da mandíbula com o crânio, resultando em severos problemas para seus portadores. Os fatores causais mais comuns são: trauma, infecção e doença sistêmica. Diversos sistemas de classificação têm sido propostos, dentre eles o estabelecido por Sawhney (1986), que divide essa patologia em 4 estágios. Diversas formas de tratamento têm sido empregadas, tais como artroplastia em gap, artroplastia interposicional e reconstrução articular. Kaban estabeleceu um protocolo de tratamento para pacientes pediátricos, muito utilizado na atualidade, apresentando boas taxas de sucesso. O objetivo do trabalho foi relatar um caso de uma criança com anquilose bilateral da ATM, tratada seguindo esse protocolo, com sucesso em seu objetivo de restaurar a função mandibular, apesar da possibilidade de procedimentos complementares futuros para finalização do caso.<hr/>Ankylosis can be defined as a fusion of the articular surfaces of the jaw to the skull, resulting in severe problems for its sufferers. The most common causal factors are trauma, infection and systemic disease. Several classification systems have been proposed, among them established by Sawhney (1986), which divides this disease into four stages. Several forms of treatment have been employed, such as gap arthroplasty, interpositional arthroplasty and joint reconstruction. Kaban established a treatment protocol for pediatric patients widely used today with good success rates. The aim of the study was to report a case of a child with bilateral ankylosis, treated according to this protocol with success in the goal to restore jaw function despite the possibility of future additional procedures for completion of the case. <![CDATA[<b>Cementoblastoma Benigno: Relato de caso</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O cementoblastoma benigno ou cementoma verdadeiro é uma neoplasia odontogênica benigna. Acredita-se que essa lesão é a única neoplasia verdadeira do cemento. Ela apresenta incidência entre 1 e 6,2% dentre os tumores odontogênicos, o que vem a tornála rara. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho foi relatar o caso clínico de uma paciente com diagnóstico de cementoblastoma benigno, enfatizando as peculiaridades desse tumor, a importância do diagnóstico correto e o estabelecimento de um tratamento adequado, bem como ressaltar a importância da proservação do caso.<hr/>Benign cementoblastoma or true cementoma is a benign odontogenic tumour. It is believed that this lesion presents the unique true cementum neoplasm. It is a rare lesion comprising 1 to 6,2% of odontogenic tumours. Therefore, the objective of this study was to report the case of a patient diagnosed with benign cementoblastoma, emphasizing the peculiarities of this tumor, the importance of correct diagnosis and appropriate treatment setting, as well as underscoring the importance of proactive observation. <![CDATA[<b>Relatos de tratamentos distintos para o adenoma pleomórfico</b>]]> http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-52102016000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O adenoma pleomórfico é a neoplasia benigna de maior ocorrência em glândulas salivares, particularmente em glândulas salivares maiores. Quando associado a glândulas salivares menores, seu achado mais comum é em palato. O artigo objetiva apresentar dois casos clínicos de adenoma pleomórfico em palato e discutir a conduta terapêutica que melhor se adequa à necessidade de tratamento, uma vez que a literatura não descreve, de forma minuciosa, as opções terapêuticas cirúrgicas recomendadas. Dois pacientes do sexo feminino, de 15 e 35 anos, procuraram atendimento devido a um aumento de volume em região de palato. O adenoma pleomórfico se evidenciou por meio de avaliação clínica e histopatológica. Como manobras terapêuticas, para cada caso, foi adotada uma conduta cirúrgica, ressecção e enucleação, respectivamente, tendo em vista uma posterior avaliação dos resultados, considerando a recuperação e a possibilidade de reincidências. Ambos os casos foram proservados por um período de 4 anos, sem sinais de recidiva, concluindo-se que as duas formas de tratamento obtêm resultados satisfatórios, embora a ressecção apresente uma maior confiabilidade a longo prazo, e a enucleação proporcione maior conforto pós-operatório e menor trauma cirúrgico.<hr/>The pleomorphic adenoma is a benign tumor most frequent in salivary glands, particularly in major salivary glands. When associated with minor salivary glands, its most common finding is in palate. The article presents two cases of pleomorphic adenoma in palate and discuss the therapeutic approach that best suits the need of treatment, since the literature does not describe in detail the recommended surgical treatment options. Two female patients, 15 to 35, sought medical care due to an increase of volume on the palate region. The pleomorphic adenoma was evident through clinical and histopathological evaluation. As therapeutic maneuvers in each case was adopted one surgical procedure, resection and enucleation, respectively, with a view to further evaluation of the results, considering the recovery and the possibility of recurrence. Both cases were proservedfor a period of four years without signs of recurrence, concluding that the two forms of treatment obtained satisfactory results, although resection has a higher long-term reliability and enucleation provide greater postoperative comfort and less surgical trauma.